Formas

hoje o sol nasceu quadrado

e se a visita vier íntima

quem sabe deixo a lua

abrir seu triângulo loiro

eriçado de penugens

 

adoro lamber

teu sorriso retangular

aquecendo as dores

da minha prisão

com carícias de feridas

 

cem anos de solidão

mergulhado fundo

neste olhar redondo

deixaram totalmente oval

a boca da nossa cela

 

venha

liberta

dá-me de presente

as formas da tua mão
[ ver mensagens anteriores ]
UOL

Visitante número: