oco

 

Estou em busca de algo. Ah sim aquela coisa réptil. Remexo tudo por dentro. Tiro almas pensamentos espíritos a lógica de todos os raciocínios a inteligência e outras consciências mais. Nossa como cabe tanto nessa cabecinha. Mas tem algo preso ali no fundo. Cadê a navalha. Nunca disseram que sentimentos eram tão arraigados. O que é isso. É preciso esvaziar logo. Deixar o oco fora de si. Passar o tempo no calendário. Perder as contas. Uma brisa chama a atenção. Paro um pouco quando quero saber as conversas da janela com os dias. Caramba aonde vim parar. Ah sim aquela coisa reta. Quem são essas coisas. Sei que é preciso fazer algo para apaziguar o âmago. Volto a rebuscar o oco, quero a noção do centro. Alguém disse que é preciso. Um dia tudo se resolve. O tempo não para. Ainda sonho qualquer coisa. Ah sim aquela coisa rápida.

[ ver mensagens anteriores ]
UOL

Visitante número: